Dpjo

Morfologia Coronária Anômala e sua Influência na Mecânica Ortodôntica: Apresentação de um Caso Clínico

|Marcos Roberto de Freitas|Guilherme R. P. Janson|Décio Rodrigues Martins|Claudia Quintella|Linda Wang e José Fernando Castanha Henriques|

As anomalias coronárias de forma constituem um problema para a mecânica ortodôntica fixa, devido às dificuldades e até mesmo em alguns casos, à inviabilização do tratamento ortodôntico, que utiliza acessórios desenvolvidos para uma morfologia dentária conforme os padrões normais da dentadura permanente1. Aconselha-se, portanto, uma avaliação interdisciplinar, com o objetivo de adequar esta morfologia à mecânica ortodôntica, respeitando os critérios biológicos e ao mesmo tempo, permitindo, praticidade na condução da terapia ortodôntica, conforto ao paciente pela maior facilidade de higienização e menores traumas. Para tanto, faz-se precípuo para o profissional da área, o conhecimento dos padrões morfológicos normais dos dentes e suas variações patológicas, para discernir em um encaminhamento com uma finalidade de modificação por meios restauradores da anatomia dentária, com fins ortodônticos. Com este propósito, realizou-se uma abordagem terapêutica da interrrelação Ortodontia x Dentística, com a apresentação de um caso clínico de um segundo molar superior permanente com uma cúspide supranumerária na face vestibular.

Palavras-chave: |Tratamento ortodôntico|Morfologia coronária anômala|Cúspide supranumerária|Movimento ortodôntico|

Saturday, May 30, 2020 12:11