Dpjo

Avaliação das vias aéreas superiores, após cirurgia ortognática bimaxilar, em pacientes portadores de padrão esquelético de classe III, por meio da tomografia computadorizada de feixe cônico

Marília Spínola Azevêdo, Andre Wilson Machado, Inêssa da Silva Barbosa, Lucas Senhorinho Esteves, Vanessa Álvares Castro Rocha e Marcos Alan Vieira Bittencourt

Introdução: tem sido sugerido que a cirurgia de recuo mandibular — que é uma das alternativas de tratamento para pacientes com prognatismo mandibular —, associada ou não ao avanço maxilar, pode promover alterações no espaço das vias aéreas superiores. Por esse motivo, o presente estudo teve como objetivo avaliar o comportamento das vias aéreas superiores, na região da orofaringe, em pacientes com padrão esquelético de classe III submetidos à cirurgia ortognática bimaxilar (avanço maxilar e recuo mandibular) e mentoplastia. Métodos: a amostra foi composta por 26 tomografias computadorizadas de feixe cônico de 13 pacientes, tomadas antes e após o procedimento cirúrgico. Usando o programa Dolphin Imaging® versão 11.5 Premium, foram mensurados o volume do espaço orofaringeano; sua área (em um corte sagital); a mínima secção transversal dessa região, com sua largura, profundidade e localização; além de seu comprimento. Os dados obtidos foram tratados estatisticamente, tendo-se utilizado os testes Shapiro-Wilk e T-student pareado, considerando-se significativos os resultados com p < 0,05. Resultados: não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas em qualquer uma das medidas avaliadas. Conclusão: não foram observadas modificações significativas na orofaringe após a realização da cirurgia ortognática bimaxilar e mentoplastia.

Palavras-chave: Remodelação das vias aéreas. Cirurgia ortognática; Apneia do sono tipo obstrutiva. Tomografia computadorizada de feixe cônico.

Como citar: Azevêdo MS, Machado AW, Barbosa IS, Esteves LS, Rocha VAC, Bittencourt MAV. Evaluation of upper airways after bimaxillary orthognathic surgery in patients with skeletal Class III pattern using cone-beam computed tomography. Dental Press J Orthod. 2016 Jan-Feb;21(1):34-41. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/2177-6709.21.1.034-041.oar

Tuesday, January 23, 2018 12:08