Dpjo

Avaliação da estabilidade em longo prazo da inclinação axial mesiodistal dos molares superiores, por meio de radiografias panorâmicas de indivíduos tratados com o aparelho Pendulum

Caroline Andrade Rocha, Renato Rodrigues de Almeida, José Fernando Castanha Henriques, Carlos Flores-Mir e Marcio Rodrigues de Almeida

Objetivo: avaliar a estabilidade da inclinação mesiodistal dos molares superiores cinco anos após o tratamento realizado com o aparelho Pendulum seguido de aparelho ortodôntico fixo. As mudanças na angulação foram comparadas com uma amostra não tratada. Métodos: a amostra consistiu de 20 pacientes (14 do sexo feminino e 6 do masculino) com má oclusão de Classe II, divisão 1 tratados por meio da distalização dos molares com o aparelho Pendulum seguido de ancoragem extrabucal cervical e aparelho fixo. A inclinação dos molares superiores foi avaliada por meio de radiografias panorâmicas. A média da idade ao início do tratamento foi de 14,3 ± 1,6 anos; ao final do tratamento, de 18,6 ± 1,8 anos e, no longo tempo pós-tratamento, de 23,8 ± 2,0 anos. Para comparação, foi usado um grupo controle com 16 indivíduos não tratados e com oclusão normal, apresentando idades entre 12 e 17 anos. Os dados foram analisados estatisticamente pelo teste t independente e ANOVA, seguido do teste de Tukey. Resultados: os primeiros molares superiores apresentaram diferenças estatisticamente significativas entre T (94,5o) e 1 T (98,8o), bem como entre T e T (94,7o). Os segundos molares superiores não apresentaram alterações estatisticamente 223 significativas no seu posicionamento durante os períodos avaliados, T (107,5o),T (109,3o)eT (106,9o). 123 Conclusões: apesar de os primeiros molares superiores apresentarem inclinação distal da coroa imediatamente após o tratamento, aproximadamente cinco anos depois suas raízes tendem a ocupar posições próximas às do início do tratamento.

Palavras-chave: Aparelho ortodôntico. Má oclusão de Classe II. Radiografia.

Como citar: Rocha CA, Almeida RR, Henriques JFC, Flores-Mir C, Almeida MR. Evaluation of long-term stability of mesiodistal axial inclinations of maxillary molars through panoramic radiographs in subjects treated with Pendulum appliance. Dental Press J Orthod. 2016 Jan-Feb;21(1):67-74. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/2177-6709.21.1.067-074.oar

Thursday, July 19, 2018 18:09