Dpjo

Avaliação tridimensional do apinhamento dentário anteroinferior em modelos digitais

Luciana Quintanilha Pires Fernandes, Livia Kelly Ferraz Nunes, Luana Santos Alves, Felipe de Assis Carvalho Ribeiro, Jonas Capelli Júnior

Introdução: os modelos digitais fornecem uma avaliação mais precisa e abrangente dos casos ortodônticos. Embora essa técnica seja bastante promissora, existem poucos métodos de medição tridimensional descritos na literatura. Objetivo: o objetivo do presente estudo foi propor um método para avaliar o grau de apinhamento dentário anteroinferior, nos três planos do espaço, usando modelos digitais. Métodos: trinta modelos de gesso foram selecionados, escaneados pelo scanner Maestro Dental 3D e importados para o software Geomagic Qualify 2013. Dois examinadores calcularam o grau de apinhamento, com base no Índice de Irregularidade de Little, mediante a definição dos planos axial, coronal e sagital para cada modelo. A análise intraexaminador foi realizada por meio da fórmula de Dahlberg (FD) e do Coeficiente de Correlação Intraclasse (ICC), enquanto a análise interexaminadores foi realizada com o ICC e o teste t pareado. Resultados: o ICC mostrou um excelente grau de concordância (p < 0,05) para todas as medições, exceto para as avaliações intraexaminador e interexaminadores no eixo Z, onde foi encontrado um grau moderado. A FD mostrou uma precisão satisfatória, com todas as medidas apresentando diferença menor que 1 mm. O teste t pareado mostrou diferenças estatisticamente significativas entre os examinadores em duas medidas, apesar de terem sido clinicamente irrelevantes. Conclusão: ao se comparar os três planos do espaço, o eixo Z mostrou maior variação na marcação de pontos; no entanto, em geral, o presente método parece ser preciso e reprodutível.

Palavras-chave: Ortodontia. Má oclusão. Diagnóstico.

Como citar: Fernandes LQP, Nunes LKF, Alves LS, Ribeiro FAC, Capelli Júnior J. Three-dimensional evaluation of mandibular anterior dental crowding in digital dental casts. Dental Press J Orthod. 2017 May-June; 22(3):64-71. DOI: https://doi.org/10.1590/2177-6709.22.3.064-071.oar

Saturday, August 17, 2019 09:37