Dpjo

Eficiência do tratamento ortodôntico compensatório da má oclusão de Classe III suave com dois diferentes sistemas de braquetes

Mônica L. C. Aragón, Lívia M. Bichara, Carlos Flores-Mir, Guilherme Almeida, David Normando

Objetivo: o objetivo desse estudo foi avaliar a eficiência do tratamento ortodôntico compensatório de pacientes com má oclusão de Classe III suave usando dois diferentes sistemas de braquetes pré-ajustados. Métodos: foram avaliados retrospectivamente, após análise de registros ortodônticos, cinquenta e seis pacientes tratados consecutivamente de má oclusão de Classe III, por meio de movimentos de compensação dentária. A amostra foi dividida em dois grupos, de acordo com os braquetes utilizados: Grupo 1 – braquetes pré-ajustados não compensatórios para Classe III, prescrição Roth (n = 28); Grupo 2 – braquetes pré-ajustados para tratamento compensatório de Classe III, prescrição Capelozza Padrão III (n = 28). Considerou-se a análise cefalométrica, número de consultas realizadas e de consultas perdidas, meses de uso dos elásticos intermaxilares de Classe III e quebras de braquetes/bandas. Foram utilizados para calcular a eficiência do tratamento: tempo de tratamento, índice PAR (Peer Assessment Rating) ao início (PAR T1) e fim de tratamento (PAR T2). A comparação intergrupos foi realizada com o teste MANOVA, a p < 0,05. Resultados: não houve diferença estatisticamente significativa (p > 0,05) entre os grupos quanto às medidas cefalométricas, número de consultas perdidas, quebras de braquetes/bandas e tempo de uso dos elásticos de Classe III. Os pacientes tratados com braquetes Roth tiveram tempo de tratamento sete meses maior (p = 0,01). Observou-se melhora significativa na oclusão dos pacientes (PAR T2-T1) para ambos os grupos, sem diferença estatística significativa (p = 0,22). Conclusão: os braquetes ortodônticos projetados para compensação das más oclusões de Classe III parecem ser mais eficientes do que os pré-ajustados não compensatórios. O tempo de tratamento para pacientes Classe III tratados com braquetes projetados para compensação foi menor do que com a prescrição Roth, e nenhuma diferença na qualidade da oclusão final foi observada. Sugere-se um estudo prospectivo randomizado, para fornecer uma visão mais profunda sobre esse assunto.

Palavras-chave: Braquetes ortodônticos. Má oclusão Classe III de Angle. Dentição permanente.

Como citar: MLC, Bichara LM, Flores-Mir C, Almeida G, Normando D. Efficiency of compensatory orthodontic treatment of mild Class III malocclusion with two different bracket systems. Dental Press J Orthod. 2017 Nov- Dec;22(6):49-55. DOI: https://doi.org/10.1590/2177-6709.22.6.049-055.oar

Monday, April 23, 2018 08:46