Endo

Capacidade antimicrobiana de diferentes medicações intracanais sobre o Enterococcus faecalis

Juliana Ferreira Piovesani, Alex Semenoff-Segundo, Fábio Luiz Miranda Pedro, Álvaro Henrique Borges, Alessandra Nogueira Porto Neves, Iussif Mamede Neto, Tereza Aparecida Delle Vedove Semenoff

Objetivo: avaliar a atividade antimicrobiana da clorexidina em gel a 2%, óleo de copaíba, extrato de própolis e hidróxido de cálcio associado ao propilenoglicol sobre o Enterococcus faecalis. Métodos: cinquenta dentes humanos unirradiculares foram instrumentados manualmente com lima K #50 e distribuídos em grupos de acordo com a substância intracanal. Posteriormente, foi inoculado 100µl de caldo do microrganismo, exceto no grupo controle negativo. Em seguida, as raízes foram inseridas em tubos de ensaio individuais, imersas em BHI e levadas à estufa a 37°C por 48 horas. Após o turvamento do meio, as raízes foram irrigadas com tiossulfato de sódio, preenchidas com uma das substâncias-teste, imersas em tubos contendo meio BHI por 7 dias a 37°C. Decorrido esse prazo, as medicações foram removidas das raízes com auxílio de limas K e abundante irrigação com tiossulfato de sódio. As raízes foram novamente imersas em BHI e, 24 horas após, os tubos foram analisados por um único examinador treinado para a categorização do turvamento do meio de cultura. Conclusão: por meio do método empregado foi possível observar que nenhuma substância testada foi efetiva contra o Enterococcus faecalis.

Palavras-chave: Hidróxido de cálcio. Clorexidina. Óleo de copaíba. Própolis. Enterococcus faecalis.

Como citar: Piovesani JF, Semenoff-Segundo A, Pedro FLM, Borges AH, Neves ANP, Mamede Neto I, Semenoff TADV. Antibacterial capacity of different intracanal medications on Enterococcus faecalis. Dental Press Endod. 2012 Apr-June;2(2):53-8.

Tuesday, September 19, 2017 19:32