Endo

O uso do MTA branco no tratamento da reabsorção radicular interna: relato de caso

Carlos Alberto Herrero de Morais, Aline Gabriela Candido, Larissa Coelho Pires, Renata Corrêa Pascotto

Introdução: a reabsorção radicular interna é uma ocorrência rara, assintomática, de progressão lenta, detectada por meio de exames radiográficos de rotina, nos quais aparece como uma lesão radiolúcida e uniforme. A etiologia e patogênese ainda não estão bem elucidadas, podendo ocorrer como resultado de trauma, força ortodôntica, excesso de calor, e outras causas iatrogênicas. Após o diagnóstico da reabsorção interna, o tratamento endodôntico é o tratamento de escolha. Objetivo: relatar o caso clínico de uma paciente do sexo feminino, de 19 anos de idade, submetida a tratamento ortodôntico. Após três anos de tratamento, no controle clínico e radiográfico, verificou-se a presença de reabsorção radicular interna no dente 22, o qual se apresentava assintomático. Métodos: foi realizada pulpectomia e trocas de curativo de hidróxido de cálcio. Após seis meses do início do tratamento, com o dente assintomático, sem sangramento e radiograficamente estável, realizou-se o preenchimento da cavidade pulpar com MTA branco. Na recuperação estética desse elemento optou-se pelo enxerto de tecido conjuntivo subepitelial pela técnica da microcirurgia plástica e, posteriormente, a confecção de uma faceta direta em resina composta. Conclusão: o controle clínico e radiográfico de pacientes submetidos a tratamento ortodôntico é importante no diagnóstico da reabsorção interna. O MTA branco se apresentou como uma excelente alternativa de tratamento da reabsorção interna, coadjuvado com tratamentos estéticos.

Palavras-chave: Reabsorção da raiz. Obturação do canal radicular. Estética.

Como citar: Morais CAH, Candido AG, Pires LC, Pascotto RC. The use of white MTA in the treatment of internal root resorption: Case report. Dental Press Endod. 2012 Oct-Dec;2(4):51-6.

Friday, September 22, 2017 17:45