Endo

Tratamento não-cirúrgico de lesões periapicais extensas

Humberto Ramah Menezes de Matos, Luanni Belmino Mastroianni, Aldo Angelim Dias, Fabio de Almeida Gomes

Introdução: lesões periapicais extensas associadas a dentes desvitalizados são tratadas por meio de tratamento endodôntico com posterior complementação cirúrgica. Entretanto, meios mais conservadores estão sendo empregados para resolução desses casos. Relato dos casos: o primeiro caso se refere a uma paciente com 21 anos de idade, que procurou atendimento odontológico por razão ortodôntica. Na radiografia panorâmica, constatou-se a ocorrência de uma grande área radiolúcida na região periapical das unidades 12, 11, 21, 22 e 23. O tratamento realizado limitou-se à terapia endodôntica, que consistiu na pulpectomia, esvaziamento do conteúdo séptico, preparo biomecânico e medicação intracanal; e, em uma segunda sessão, a obturação do sistema de canais dos 5 dentes. O controle radiográfico após dois e cinco anos mostrou reparação completa da área radiolúcida e áreas de neoformação óssea. O segundo caso é de um paciente com 84 anos de idade, diabético, que procurou atendimento odontológico por razões protéticas. No exame intrabucal, foi constatada expansão da cortical vestibular na região anteroinferior. Na tomada radiográfica panorâmica, foi visualizada extensa área radiolúcida nos dentes 32, 31, 41, 42 e 43. O tratamento consistiu em tratamento endodôntico conservador, sem necessidade de cirurgia parendodôntica, semelhante ao primeiro caso. O controle radiográfico de um ano mostrou diminuição da área radiolúcida e cicatrização óssea. Conclusão: a cirurgia parendodôntica nem sempre está recomendada para os casos de lesões periapicais grandes, em que o acompanhamento clínico e radiográfico é de suma importância para o sucesso do tratamento.

Palavras-chave: Periodontite periapical. Doenças periapicais. Preparo de canal radicular.

Como citar: Matos HRM, Mastroianni LB, Dias AA, Gomes FA. Non-surgical treatment of large periapical lesions. Dental Press Endod. 2014 May- Aug;4(2):88-93. DOI: http://dx.doi.org/10.14436/2178-3713.4.2.088-093.oar

Friday, November 24, 2017 22:21