Endo

Manejo clínico de canino e incisivo inferiores fusionados e contaminados

Alvaro Cruz, Mario Uribe, Jesús René Machado-Contreras, Claudia A. Palafox-Sánchez, Melissa González-Acatitla, L. Gerardo Gascón

Introdução: “fusão dentária” é uma anomalia de desenvolvimento em que dois germes dentários unem-se um ao outro em níveis diferentes. Objetivo: relatar um caso de canino inferior e incisivo lateral inferior com coroas separadas e fusão de raiz, com seus canais radiculares conectados e periodontite apical. Métodos: um ano antes, a paciente recebeu tratamento de canal no canino, porém, não houve remissão dos sintomas. O tratamento endodôntico foi realizado com reinstrumentação, irrigação ultrassônica passiva com hipoclorito de sódio, remoção de smear layer e medicação intracanal com hidróxido de cálcio. Uma semana depois, os sintomas desapareceram e os canais foram obturados com guta-percha e Sealapex, utilizando a técnica híbrida de Tagger. Resultados: após dois anos e dois meses, o paciente apresentou cicatrização dos tecidos periapicais. Conclusão: a detecção e manejo adequado dos casos de anomalias do desenvolvimento dentário são obrigatórios para o sucesso do tratamento.

Palavras-chave: Fusão dentária. Anomalias do desenvolvimento dentário. Retratamento do canal radicular.

Como citar: Cruz A, Uribe M, Machado-Contreras JR, Palafox-Sánchez CA, González-Acatitla M, Gascón LG. Clinical management of fused and infected mandible canine and incisor. Dental Press Endod. 2014 Sept-Dec;4(3):71-5. DOI: http://dx.doi.org/10.14436/2178-3713.4.3.071-075.oar

Tuesday, November 21, 2017 09:46