Endo

Avaliação in vitro, com microscopia óptica, da incidência de istmos em molares inferiores

Humberto Ramah Menezes de Matos, Aldo Angelim Dias

A proposição desse estudo foi verificar a incidência da fusão dos canais, tanto nas raízes mesiais quanto nas distais, em molares inferiores. Esse estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética da Universidade de Fortaleza sob o número 181.388, de 20 de dezembro de 2012. Para a pesquisa foram selecionados 150 molares inferiores, sendo 50 primeiros molares (Grupo I), 50 segundos molares (Grupo II) e 50 terceiros molares (Grupo III). As raízes de todos os dentes foram seccionadas com disco de carborundum. Para melhor visualização da área de istmo, foi utilizada magnificação visual com microscopia óptica e limas manuais. Com a metodologia empregada, verificou-se que: no Grupo I, 76% dos canais mesiais e 53,7% dos distais possuíam comunicação; no Grupo II, 86% dos canais mesiais e 40,6% dos distais apresentaram área de istmo entre os canais radiculares; por fim, no Grupo III, 91% dos canais mesiais e 13,5% dos distais se comunicavam por istmos. Assim, por meio da metodologia empregada, foi possível verificar que a incidência de istmos conectando os canais radiculares presentes nas raízes dos molares inferiores foi expressiva nos três grupos.

Palavras-chave: Dente molar. Canal radicular. Anatomia.

Como citar: Matos HRM, Dias AA. In vitro evaluation of isthmus in mandibular molars by means of optical microscopy. Dental Press Endod. 2015 May-Aug;5(2):51-5. DOI: http://dx.doi.org/10.14436/2358-2545.5.2.051-055.oar

Tuesday, November 21, 2017 09:53