Endo

Influência do tipo de instrumento empregado para agitação ultrassônica na capacidade de remoção da smear layer

Carolina Altagracia Filpo-Perez, Pablo Andrés Amoroso-Silva, Bruno Martini Guimarães, Norberti Bernardineli, Clovis Monteiro Bramante, Carlos Alberto Herrero De Morais e Marco Antonio Hungaro Duarte

Introdução: o objetivo do presente estudo foi avaliar a capacidade de remoção da smear layer de limas manuais de aço inoxidável e de NiTi e de fio ortodôntico de NiTi, ativados pelo ultrassom. Métodos: 50 canais de raízes palatinas de molares superiores foram dilatados, no terço cervical, com a broca Laxxess #35 e, no terço apical, com o sistema ProTaper, até o instrumento F4, no comprimento real de trabalho. Os canais foram irrigados com hipoclorito de sódio a 1% e divididos em cinco grupos: GI = EDTA + ultrassom por 1 minuto com lima #15 do tipo K de aço inoxidável; GII = EDTA + ultrassom por 1 minuto com lima tipo K #15 de NiTi; GIII = EDTA + ultrassom por 1 minuto com fio ortodôntico #25 x 11 de NiTi; GIV = EDTA por 3 minutos sem agitação com ultrassom; GV = sem EDTA nem ultrassom. Posteriormente, cada raiz foi seccionada longitudinalmente e uma hemissecção foi metalizada e analisada em microscópio eletrônico de varredura, sendo feitas imagens de cada uma delas, nos três terços, estipulando-se os seguintes escores: 0 = nenhuma camada de detritos dentinários, com túbulos dentinários limpos e abertos; 1 = camada moderada de detritos dentinários; 2 = camada espessa de detritos dentinários, cobrindo a superfície dos túbulos dentinários. Os dados foram comparados estatisticamente. Resultados: após observar a smear layer nos três terços, verificou- se que todos os grupos que usaram o EDTA se diferenciaram estatisticamente (p < 0,05) do grupo sem EDTA. Não houve, porém, diferenças significativas entre os grupos com agitação ultrassônica e o grupo de EDTA sem ultrassom. Não houve diferenças significativas (p < 0,05) entre os três instrumentos empregados. Conclusão: o uso do EDTA favoreceu a remoção da smear layer. A ativação ultrassônica do EDTA por 1 minuto, independentemente do instrumento empregado, favoreceu a obtenção de paredes mais limpas.

Palavras-chave: Camada de esfregaço. Irrigantes do canal radicular. Ultrassom.

Como citar: Filpo-Perez CA, Amoroso-Silva PA, Guimarães BM, Bernardineli N, Bramante CM, Morais CAH, Duarte MAH. Influence of the type of instrument used in passive ultrasonic irrigation on the smear layer removal capacity. Dental Press Endod. 2015 Sept-Dec;5(3):28-33. DOI: http://dx.doi.org/10.14436/2358-2545.5.3.028-033.oar

Friday, September 22, 2017 17:33