Jbcoms

Estabilidade das vias aéreas após ortognática: revisão sistemática

Thalles Moreira Suassuna, Taciana Cavalcanti Abreu, Lucas Alexandre De Morais Santos, José Wilson Noleto, Eduardo Dias Ribeiro

Objetivo: o objetivo desse trabalho foi realizar uma revisão sistemática sobre a estabilidade dimensional das vias aéreas superiores (VAS) após cirurgias ortognáticas. Métodos: foi realizada uma busca sistemática nas bases de dados PubMed e Web of Science, utilizando a estratégia do acrônimo PICO e uma questão norteadora para guiar a busca. A pesquisa utilizou os termos MeSH e as palavras-chave mais usadas, associadas aos operadores booleanos “and” e “or”. O critério de inclusão principal usado foi: artigos que usaram tomografias computadorizadas para avaliar as VAS de pacientes submetidos a cirurgia ortognática, no pré-operatório e em pelo menos dois momentos no pós. Resultados: no total, 3.490 artigos, das duas bases de dados, foram encontrados e submetidos aos critérios de elegibilidade. Ao final, apenas oito artigos foram incluídos. Com uma ampla faixa etária e distribuição equilibrada entre os sexos, observou-se resultados diferentes nas avaliações pós-operatórias, tendendo a um retorno aos volumes iniciais. Conclusão: as VAS são estruturas extremamente dinâmicas; no entanto, mais estudos e com metodologias mais controladas devem ser conduzidos para se corroborar essas impressões.

Palavras-chave: Cirurgia ortognática. Apneia do sono tipo obstrutiva. Osteotomia.

Como citar: Suassuna TM, Abreu TC, Santos LAM, Noleto JW, Ribeiro ED. Estabilidade das vias aéreas após ortognática: revisão sistemática. J Braz Coll Oral Maxillofac Surg. 2017 set-dez;3(3):30-6. DOI: https://doi.org/10.14436/2358-2782.3.3.030-036.oar

Monday, June 18, 2018 16:06