Jcdr

Avaliação do efeito da clareação dentária fotoativada sobre a polpa dentária em modelo experimental de ratos

|Lucio Frigo|Rodney Capp Pallota|Daiane Meneguzzo|Rodrigo Labat Marcos|Sócrates C. Penna|Rodrigo Alvaro B. Lopes-Martins|

A clareação dentária é um procedimento estético bastante procurado em Odontologia. A diversidade de técnicas tem gerado controvérsia e insegurança por parte dos cirurgiões-dentistas. Neste artigo investigamos os efeitos da clareação dentária fotoativada, utilizando gel de peróxido de hidrogênio, a respeito de aspectos bioquímicos e morfológicos da polpa dentária em modelos experimentais in vivo. Foram utilizados 30 ratos Wistar (150 - 200g) divididos, aleatoriamente, em 5 grupos de 6 animais. Foram utilizados dentes incisivos superiores e inferiores e três diferentes formulações de gel (15%, 25% e 35%, DMC®). A fotoativação consistiu de 3 séries de 1min com luz e 1min sem luz. O equipamento utilizado foi o Whitening Lase Light (DMC®), que conta com a tecnologia de emissor híbrido de luz (led/laser de diodo infravermelho). Após 24 horas, os animais foram sacrificados e os dentes extraídos para análises. Dentes que receberam gel em diferentes concentrações de peróxido, com ou sem fotoativação, apresentaram sinais leves de inflamação. A análise qualitativa histológica não revelou diferenças significativas entre os grupos experimentais, com exceção dos grupos que receberam gel + led, onde houve sinais mais visíveis de inflamação. No grupo gel 15%, os animais que receberam led apresentaram aumento significativo da expressão de COX-2. Nos géis com 25 e 35% de peróxido, os grupos tratados somente com led apresentaram expressão de COX-2 menor que o grupo gel. A combinação led/laser apresentou inibição altamente significativa da expressão de COX-2 na polpa dentária. A clareação dentária fotoativada utilizando a combinação led/laser não apresentou sinais de inflamação da polpa dentária.

Palavras-chave: |Clareação dentária|Laser|Polpa|Ratos|

Sunday, October 22, 2017 19:05