Rcodp

É possível o tratamento ortodôntico de um canino permanente impactado com anquilose alveolodentária?

Carlos Alberto Aiello, Arthur César de Medeiros Alves, Maíra Balero Sorgini, Olga Benário Vieira Maranhão, Paulo Martins Ferreira

Resumo: A impacção do canino permanente superior apresenta baixa prevalência na população e, geralmente, ocorre de modo unilateral, por palatino e em indivíduos do sexo feminino. Na dentadura permanente, a forma de tratamento mais consagrada consiste no tracionamento ortodôntico-cirúrgico. Entretanto, quando o canino impactado apresenta anquilose alveolodentária, o prognóstico de tratamento se torna imprevisível. A proposta do presente artigo é apresentar o tratamento de um indivíduo do sexo masculino, diagnosticado com impacção palatina dos caninos permanentes superiores, em que um dos caninos manifestou anquilose alveolodentária durante a fase de tracionamento. Na tentativa de sanar o problema, realizou-se a luxação cirúrgica desse dente e a continuação imediata do tracionamento ortodôntico, com forças leves e contínuas. Embora o dente anquilosado tenha sofrido necrose pulpar, discreta alteração periodontal e radicular, ambos os caninos permanentes superiores foram movimentados ortodonticamente para suas respectivas posições na arcada dentária. O procedimento contribuiu para a obtenção de resultado estético e funcional satisfatório. Conclui-se que a abordagem ortodôntica-cirúrgica imposta se mostrou eficaz, tanto para o canino impactado sem anquilose quanto para o canino com anquilose alveolodentária.

Palavras-chave: Erupção dentária ectópica. Dente canino. Anquilose dentária.

Como citar: Aiello CA, Alves ACM, Sorgini MB, Maranhão OBV, Ferreira PM. É possível o tratamento ortodôntico de um canino permanente impactado com anquilose alveolodentária? Rev Clín Ortod Dental Press. 2017 Out-Nov;16(5):45-56. DOI: https://doi.org/10.14436/1676-6849.16.5.045-056.art

Tuesday, September 25, 2018 22:22