Rcodp

Entrevista com Flavia Artese

Flavia Artese

Na Ortodontia, já está bem estabelecida a influência da genética em várias más oclusões e problemas ortopédicos. É fato que o DNA pode agir de forma positiva ou negativa nas características dentárias e faciais. Entretanto, o que, curiosamente, esta edição vai nos mostrar é a impressão que a genética pode causar na formação de um ortodontista. No caso, de UMA ortodontista: Dra. Flavia Artese. Aqui, ela vai comprovar que a herança genética teve uma forte influência na sua excepcional carreira profissional. Filha de Alderico Artese, um dos mais brilhantes ortodontistas brasileiros (quem o conhece sabe que não estou exagerando), Flavinha, como é carinhosamente chamada por colegas e amigos, herdou do pai a inteligência, o talento, a sagacidade, a destreza e o compromisso com a verdade. Para a sorte dela, a carga genética foi dupla, pois a sua mãe, Heliete Artese (odontopediatra), também teve forte influência no seu caráter assertivo e confiante. Mais do que isso, deu-lhe um toque de alegria e vigor que se tornou a sua marca registrada. Nesta entrevista, você, leitor, terá a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a história, as atividades e as preferências da presidente da Associação Brasileira de Ortodontia e Ortopedia Facial (ABOR), da professora dos cursos de pós-graduação da UERJ, da pesquisadora incansável, da palestrante internacional, da clínica diferenciada e, principalmente, da filha de Alderico e Heliete. Boa leitura! Carlos Alexandre Câmara

Como citar: Artese F. Uma entrevista com Flavia Artese. Rev Clín Ortod Dental Press. 2017 Dez-2018 Jan;16(6):8-20. DOI: https://doi.org/10.14436/1676-6849.16.6.008-020.ent

Monday, June 18, 2018 16:05