Dpjo

Avaliação da inclinação dentária no tratamento compensatório do padrão II com tomografia computadorizada

|Liana Fattori|Liliana Ávila Maltagliati Brangeli|Leopoldino Capelozza Filho|

Objetivo: avaliar as alterações nas inclinações dos dentes anteriores causadas pelo tratamento ortodôntico, utilizando-se aparelho Straight-Wire, prescrição II Capelozza, antes e após a fase de nivelamento com fios ortodônticos de aço de secção retangular. Métodos: foram selecionados 17 indivíduos adultos de padrão facial II, má oclusão Classe II, indicados para tratamento ortodôntico compensatório. As inclinações dos dentes anteriores foram avaliadas em três tempos clínicos, após o uso dos fios ortodônticos de diâmetros 0,020” (T1); 0,019” x 0,025” (T2) e 0,021” x 0,025” (T3), através de exames de tomografia computadorizada. Empregou-se a análise de variância de Friedman, com nível de significância de 5%, na comparação entre os tempos. Resultados: observou-se que o fios retangulares empregados não foram capazes de produzir uma mudança significativa na mediana da inclinação dentária, exceto por uma discreta alteração nos incisivos laterais inferiores (p<0,05). Por outro lado, constatou-se que a variação das inclinações observadas era menor no fio retangular 0,021” x 0,025”, principalmente para os incisivos superiores (p<0,001). Conclusão: fios retangulares 0,021” x 0,025” produzem uma maior homogeneidade no grau de variação na inclinação dos incisivos superiores, embora sem mudança significativa na sua mediana.

Palavras-chave: |Tomografia computadorizada|Tratamento ortodôntico|Inclinação dentária|

Thursday, December 12, 2019 10:08