Jbcoms

Estudo piloto dos traumas maxilofaciais em um hospital referência, em Florianópolis/SC

Carolina Leite Roquejani, Mariana Saideles Martins, José Nazareno Gil

Introdução: muitos traumas acometem a face, podendo gerar sérias consequências emocionais e físicas ao indivíduo afetado. Objetivo: o presente trabalho objetivou estudar as fraturas de face nos prontuários de pacientes tratados na área de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial do Hospital Governador Celso Ramos, entre janeiro de 2015 e janeiro de 2016. Métodos: foram analisados 82 prontuários, com 121 fraturas. Os dados foram organizados, tabulados e analisados descritivamente. Resultados: as fraturas ocorreram principalmente em homens (80%) na faixa etária de 21 a 30 anos (31%), com idade média de 42 anos; enquanto a idade média das mulheres foi de 46 anos. A principal etiologia geral foi agressão (38%). Nas mulheres, a principal etiologia foi acidente de moto (31%); nos homens, foi agressão (44%). O osso mais afetado foi a mandíbula (33%) em ambos os sexos, principalmente o ângulo da mandíbula (30%). A maioria das fraturas ocorreu às sextas-feiras (13%) e no mês de fevereiro (23%). Conclusão: agressão foi a principal etiologia, ocorrendo principalmente em adultos jovens. Em sua maioria, os casos de traumatismos faciais poderiam ter sido evitados ou amenizados por meio de medidas educativas estimulando o respeito às leis de trânsito e estratégias para lidar com situações estressantes

Palavras-chave: Traumatismos maxilofaciais. Face. Fraturas ósseas.

Como citar: Roquejani CL, Martins MS, Gil JN. Pilot study of maxillofacial traumas in a reference hospital, Florianópolis/SC. J Braz Coll Oral Maxillofac Surg. 2019 May-Aug;5(2):17-23. DOI: https://doi.org/10.14436/2358-2782.5.2.017-023.oar

Saturday, August 17, 2019 10:42