Rcodp

Reabsorção cervical externa na Ortodontia: observações sobre a causa, distribuição e diferenciação

Alberto Consolaro

As reabsorções dentárias associadas ao tratamento ortodôntico são as reabsorções apicais externas inflamatórias; as demais têm outras causas relacionadas e são simultâneas e/ou coincidentes. No entanto, em pleno andamento do tratamento ortodôntico, a reabsorção cervical externa pode estar presente em duas outras situações que podem ser associadas ao tratamento em si, apesar de induzidas por procedimentos cirúrgicos solicitados ao cirurgião bucomaxilofacial: 1) o preparo cirúrgico para tracionamento ortodôntico, pela manipulação do folículo pericoronário; e 2) a exodontia de dentes íntegros como parte do planejamento e tratamento ortodôntico. A reabsorção cervical externa é comum e, muitas vezes, confundida com a abfração ou cárie de colo. Ela é recoberta ou “escondida” por tecido gengival normal e até sutilmente inflamado, enquanto a cárie de colo e a abfração se encontram expostas nas superfícies coronárias e voltadas diretamente para a cavidade bucal.

Palavras-chave: Reabsorções. Reabsorção cervical externa. Cárie de colo. Abfração.

Como citar: Consolaro A. Reabsorção cervical externa na Ortodontia: observações sobre a causa, distribuição e diferenciação. Rev Clín Ortod Dental Press. 2019 Jun-Jul;18(3):172-7. DOI: https://doi.org/10.14436/1676-6849.18.3.172-177.cont

Saturday, August 17, 2019 10:00