Rcodp

Mapas conceituais das medidas cefalométricas Padrão USP. Parte 2: arcadas dentárias, bases apicais, comportamento morfodiferencial do incisivo inferior em relação às bases apicais e padrão do perfil mole

Rodrigo Castellazzi Sella, Wagner José Silva Ursi, Karina Fancio Sella

Essa segunda parte do presente artigo tem como objetivo apresentar os mapas conceituais das medidas relativas às arcadas dentárias, bases apicais, comportamento morfodiferencial do incisivo inferior em relação à maxila e à mandíbula, bem como das medidas que geram informações sobre o padrão do perfil mole. Tomando por base a apostila de cefalometria da USP - Bauru, destaca- se como as variações anatômicas na sela túrcica e na sutura frontonasal podem alterar o valor numérico das medidas referentes às arcadas dentárias e bases apicais, podendo conduzir a um diagnóstico equivocado de inclinação e posicionamento dos incisivos em suas respectivas bases ósseas, bem como a possibilidade das variações anatômicas na sutura frontonasal alterarem o valor numérico da Linha I e do ângulo H.NB, podendo conduzir a conclusões equivocadas.

Palavras-chave: Radiografia. Cefalometria. Variação anatômica.

Como citar: Como citar: Sella RC, Ursi WJS, Sella KF. Mapas conceituais das medidas cefalométricas Padrão USP. Parte 2: arcadas dentárias, bases apicais, comportamento morfodiferencial do incisivo inferior em relação às bases apicais e padrão do perfil mole. Rev Clín Ortod Dental Press. 2019 Ago-Set;18(4):92-107. DOI: https://doi.org/10.14436/1676-6849.18.4.092-107.art

Thursday, November 14, 2019 08:52